Europa deverá crescer 2,4% em 2017

Em abril, o Fundo Monetário Internacional estimava um crescimento de apenas 0,5%. Previsões para 2018 também foram revistas em alta.

Fotografia: D.R.

A economia europeia deverá crescer 2,4% este ano e 2,1% em 2018, de acordo com as estimativas mais recentes do Fundo Monetário Internacional (FMI).

As novas previsões, divulgadas esta segunda-feira, representam uma revisão em alta em relação às avançadas em abril – 0,5% em 2017 e 0,2% em 2018 – e significam um aumento de 0,7 pontos percentuais em relação ao crescimento registado em 2016.

“Todas as economias europeias estão a crescer e o continente tornou-se o motor do comércio global mas os países deverão ter uma almofada orçamental para acomodar as suas economias em eventuais momentos de crise”, refere o Regional Economic Outook”.

Para a zona euro, as novas previsões do FMI apontam para um crescimento de 2,1% este ano e 1,9% no próximo. Em abril, as estimativas eram de0,5% e 0,3%, respetivamente.

A Espanha deverá ser o país com o aumento (3,1%) do PIB em 2017, mais 2,6 pontos percentuais do que o esperado nas anteriores previsões. A Alemanha surge a seguir com 2% (mais 1,6 p.p.) e a França com 1,6% (mais 1,4 pontos do que em abril).

A Itália deverá crescer 1,5% este ano, mais 0,8 pontos do que o previsto há sete meses.

Já a economia do Reino Unido, que na previsão anterior deveria ter um crescimento negativo de 0,5% aparece agora a subir 1,7% em 2017.

Notícia publicada no Dinheiro Vivo a 13 de novembro.