Portugal tem as maiores remessas de emigrantes da União Europeia

Entre os Estados-membros Portugal é o país com o maior saldo de verbas provenientes do exterior, segundo dados do Eurostat.

1176419

Portugal, com um total de 3343 milhões de euros, tem o maior saldo entre os Estados-membros da União Europeia (UE) no que diz respeito às verbas provenientes de pessoas residentes fora do país, segundo dados divulgados nesta segunda-feira pelo gabinete de estatísticas da UR, Eurostat.

Num total de 24.064 milhões de fluxos de emigrantes na UE, Portugal tem a maior fatia (3343 milhões), seguindo-se a Polónia (3014 milhões), o Reino Unido (2454 milhões) e a Roménia (2449 milhões), segundo dados referentes a 2016. O gabinete de estatísticas da UE nota, por outro lado, que as verbas recebidas por Portugal dizem apenas respeito a remessas de trabalhadores expatriados.

Considerando remessas de emigrantes residentes noutro Estado-membro, a Polónia passa para primeiro lugar (2654 milhões de euros), a Roménia para segundo (2141 milhões) e Portugal para terceiro (2091 milhões).

Os imigrantes residentes em França são os que que mais remessas enviam em toda a UE (9986 milhões de euros), seguindo-se os que estão no Reino Unido (7086), em Espanha (6765) e na Alemanha (4214 milhões de euros).

Da UE, saíram 42.476 pessoas em 2016, sendo o saldo das entradas negativo.

Notícia publicada no Público a 13 de novembro.