Boris Johnson promete Brexit até 31 de janeiro

primeiro ministro britânico durante a apresentação do programa.© EPA/WILL OLIVER

O manifesto conservador é dominado pelo assunto “Brexit”, apresentado a três semanas das eleições. O primeiro-ministro britânico promete negociar um novo acordo de comércio com a UE até ao último dia do mês de janeiro. Também na saúde prevê recruta de 12 mil enfermeiros no estrangeiro.

Boris Johnson prometeu recrutar 50 mil enfermeiros para trabalharem no sistema nacional de saúde, promessa feita na apresentação do programa do Partido Conservador para as elições de 12 de dezembro. Faz também parte deste programa a promessa de “unir o país e resolver o caos” com a execução do Brexit até 31 de janeiro.

Este documento, com cerca de 50 páginas, foi apresentado em Telford, West Midlands e viu a “luz do dia” a pouco menos de três semanas das eleições antecipadas do Reino Unido, apelidadas por Johnson de “as mais cruciais da história moderna”.

Antes do Natal a proposta de saída do Brexit será apresentada para votação pelos deputados finalizada até 31 de janeiro. Para Boris, o consumar do Brexit é a resolução para a “amargura e caos” bem como para “dar gás ao potencial de todo o país”.

Em relação à saúde, parece essencial a reintrodução de bolsas de estudo para estudantes, incentivos para retenção de 19 mil profissionais e recrutamento de 12 mil enfermeiros fora do Reino Unido. Estes últimos terão uma taxa reduzida para obter um visto de trabalho. Para os Trabalhistas os números de enfermeiros a contratar fora do país é insuficiente para as cerca de cem mil vagas por preencher no sistema nacional de saúde britânico.

Adaptação da notícia publicada no Diário de Noticias a 25 de novembro de 2019