Rússia não é excluída do Euro2020

AMA anuncia que exclusão da Rússia não engloba Euro2020

A Rússia é uma das 20 seleções já apuradas para o Euro2020
A Rússia é uma das 20 seleções já apuradas para o Euro2020
© Recine/File Photo

A Agência Mundial de Antidopagem (AMA) tomou a decisão de excluir a Rússia dos Jogos Olímpicos e do Campeonato do Mundo durante 4 anos devido à utilização de doping. Porém, a seleção russa foi autorizada a jogar no Euro2020.

O facto de a Rússia estar permitida a jogar e receber provas do próximo europeu dá-se porque a UEFA não tem estatudo de “organizador de grandes eventos” em relação ao incumprimento dos regulamentos antidoping.

Segundo o que afirmou o presidente honorário da União de Futebol da Rússia e outrora vice-presidente da FIFA, Viacheslav Koloskov, esta segunda-feira à agência Interfax, a decisão “não afeta a celebração dos jogos do Europeu de 2020 e a final da Liga dos Campeões. A decisão da Agência Mundial Antidopagem (AMA) não anula a decisão da UEFA. Não há motivos para isso”.

A decisão foi tomada pelo comité da AMA mas é passível de recurso para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS). Também a FIFA afirma que entrará em contacto com a Agência Mundial Antidopagem (AMA) para “esclarecer as consequências” do castigo imposto à Rússia.

Os play—off estão marcados para março do próximo ano e existem ainda quatro vagas a serem decididas, sendo que Rússia é já uma das vinte seleções apuradas de forma direta.

Adaptação da notícia publicada no Diário de Notícias a 9 de dezembro de 2019