Todos os artigos de Media Lab DN

João Pereira eleito Atleta do Ano

A União Europeia do Triatlo premiou o português em Moscovo.

O português João Pereira ganhou este sábado o prémio de melhor Atleta do Ano atribuído pela União Europeia de Triatlo (ETU), na cerimónia de prémios em Moscovo.

O triatleta português concorreu contra os espanhóis Mario Mola, que venceu o mundial de triatlo de 2017, e Uxío Abuín Ares, que ganhou a Taça do Mundo de Weihai, na China.

Segundo João Pereira, que acabou os  Jogos Olímpicos do Rio’2016 em quinto lugar, o prémio é igualmente resultado da “persistência necessária para seguir uma carreira na alta competição”.

“Estou muito satisfeito com esta distinção. Depois de ter sido campeão europeu na distância olímpica e na distância sprint, um resultado nunca antes alcançado, este prémio vem reforçar os resultados e dar-me motivação. Tinha adversários muito fortes e deve ter sido difícil eleger o real merecedor e vencedor deste prémio”, disse, citado pela federação.

Adaptação da notícia publicada no Record a 10 de março de 2018

Patrícia Sampaio é campeã de juniores de Judo

Aos 19 anos Patrícia Sampaio venceu a final de juniores de -78 kg.

A judoca portuguesa sangrou-se campeã europeia de juniores  na categoria de -78 kg, após vencer a final em Sófia contra a alemã Christina Faber. Sampaio já tinha sido medalha de bronze nos Mundiais do escalão, em 2017, em Zagreb.

A judoca fez um percurso “perfeito” nos seus quatro combates: contou com três vitórias pela pontuação máxima (ippon) e a final com a segunda pontuação mais elevada. A medalha de ouro de Patrícia Sampaio é o melhor resultado da delegação de 15 judocas portuguesas que competiram nos Europeus.

Adaptação da notícia publicada no Diário de Notícias a 15 de setembro de 2018

Ronaldo atinge número de golos record

Com o golo no jogo da Juventus contra o Génova, Cristiano Ronaldo torna-se o primeiro jogador da história a atingir os 400 golos nos cinco principais campeonatos europeus. No seu registo sublinham-se 311 golos na liga espanhola, 84 na Premier League e 5 na Série A.

Já Messi tem 389 golos na liga espanhola, estando a 11 golos de atingir o recorde do craque português.

Adaptação da notícia publicada n’A Bola a 20 de outubro de 2018

Estádio da Luz é 11.º em número de adeptos por jogo

O estádio do Sport Lisboa e Benfica, também conhecido por Estádio da Luz, é o 11.º estádio em assistências em jogos do campeonato a nível europeu.

Segundo o site francês footmarseille, o recinto dos encarnados conta com 57.720 espectadores em média por cada jogo no campeonato. O líder da lista é o Borussia Dortmund com média de 79 mil espectadores  por jogo e em segundo está o Bayer Munique com 75 mil.

Adaptação da notícia publicada no SapoDesporto a 18 de outubro de 2018

Brexit: UE descarta cimeira em novembro

A União Europeia concordou a 17 de outubro, em Bruxelas, que o progresso nas negociações com o Reino Unido não justificava agendar uma nova cimeira em novembro.

Depois da primeira-ministra britânica ter discursado, e após o Reino Unido sair da sala, o chefe-negociador da UE, Michel Barnier, fez o ponto de situação, ao que os líderes dos 27 países concordaram que “não foram alcançados suficientes progressos” que permitissem um acordo mais rápido e breve para a concretização do Brexit.

De acordo com várias fontes diplomáticas, os 27 chefes de Estado e de Governo europeus apoiaram a decisão do negociador-chefe da UE e afirmaram estarem prontos para convocar um novo Conselho de Segurança quando Branier perceber se se deram progressos nas negociações.

Portugal está representado no Conselho Europeu pelo primeiro-ministro, António Costa, que no primeiro dia do Conselho Europeu, e não prestou declarações sobre o ‘Brexit’.

Adaptação da notícia publicada no Diário de Notícias a 17 de outubro de 2018

Google recorre da multa recorde imposta pela União Europeia

O grupo norte-americano Google anunciou que recorreu contra a multa recorde de 4,34 mil milhões de euros, imposta em julho pela União Europeia (UE) por abuso de posição dominante do sistema de exploração para “smartphones Android”.

Esta sanção visava punir a Google por violação das regras ‘anti-trust’ (de concorrência) da União Europeia (UE). A posição dominante do seu sistema operativo para ‘smartphones’, Android, garantia a predominância das suas próprias aplicações – com destaque para o serviço de navegação Chrome.

O valor da multa ultrapassa o anterior recorde, de 2,42 mil milhões, também atribuída à Google em junho de 2017 por favorecimento do serviço de comparação de preços ‘Google Shopping’ em relação aos seus concorrentes.

O sistema de exploração Android é utilizado por 80% dos aparelhos na Europa e em todo o mundo, sendo o também gigante Apple a principal exceção.

O recurso pode tardar anos a ser julgado pela justiça europeia.

O tribunal da UE, composto de pelo menos um juiz por Estado-membro, é uma das duas jurisdições do Tribunal de Justiça da UE, cuja sede é no Luxemburgo.

Adaptação da notícia publicada no Dinheiro Vivo a 9 de outubro de 2018

Empresa portuguesa desenvolve software do arquivo digital da UE

A Keep Solutions está sediada em Braga e foi criada por ex-alunos e professores de Informática e Ciências de Computação da Universidade do Minho. O arquivo digital vai armazenar 75 milhões de ficheiros.

Uma empresa de Braga criou o ‘software’ que vai suportar o arquivo da legislação da União Europeia, um repositório digital que integra mais de 75 milhões de ficheiros, incluindo tratados, regulamentos e acórdãos.

Em comunicado, a Universidade do Minho (UMinho) explica que a tecnologia, apelidada de “Roda”, foi criada por uma das suas ‘spin-offs’*, a Keep Solutions, em parceria com a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas.

“[O Roda] é um repositório capaz de incorporar, preservar e dar acesso a todo o tipo de material produzido por grandes organizações públicas ou privadas. Segue normas internacionais para sistemas de preservação digital, permitindo que a informação permaneça autêntica e acessível ao longo do tempo”, explica o diretor para a inovação da Keep Solutions, Luís Faria.

Segundo a academia minhota, o software português foi selecionado entre várias propostas pelo Serviço de Publicações da União Europeia, sediado no Luxemburgo e que assegura a edição das publicações das instituições europeias.

A Keep Solutions foi fundada há dez anos e dedica-se ao desenvolvimento de soluções avançadas para a área da gestão de informação e da preservação digital, tendo vindo a trabalhar com instituições como a Presidência da República, o Arquivo Nacional da Torre do Tombo, o Exército e a Marinha, vários ministérios e universidades, dezenas de municípios e outras entidades.

*Spin-off: Empresa derivada, que nasceu a partir de um grupo de pesquisa de uma empresa, universidade ou centro de pesquisa público ou privado, normalmente com o objetivo de explorar um novo produto ou serviço de alta tecnologia.

Adaptação da notícia publicada no Dinheiro Vivo a 25 de julho de 2018

União Europeia financia 100 mil euros para combater Ébola em África

A União Europeia ajuda a Cruz Vermelha a combater o surto de Ébola na República Democrática do Congo.

A União Europeia aprovou o financiamento de 100 mil euros para combater a doença, nas operações do Uganda e Ruanda. A UE vai ainda financiar o combate à cólera no Zimbabué com 90 mil euros.

As ajudas financeiras à Cruz Vermelha têm por objetivo prevenir a transmissão do vírus e a deteção de casos e respetivos tratamentos.

Quanto ao caso do Zimbabué, o financiamento vai ajudar 15 mil pessoas residentes na zona do Harare, infetadas com o vírus que causa a cólera. Só em setembro deste ano, já morreram 48 pessoas com o vírus.

Adaptação da notícia publicada no Jornal i a 27 de setembro de 2018

Comissão Europeia e Bill Gates lançam fundo de investimento no domínio das energias limpas

A Comissão Europeia e a Breakthrough Energy, de Bill Gates, criaram o fundo de investimento comum Breakthrough Energy Europe (BEE) no valor de 100 milhões de euros para financiar o investimento em novas tecnologias de energias limpas.

Dispondo de uma capitalização de 100 milhões de euros, o fundo irá centrar-se na redução das emissões de gases com efeito de estufa e na promoção da eficiência energética nos setores da eletricidade, dos transportes, da agricultura, da indústria transformadora e dos imóveis na União Europeia (UE).

O BEE – que deverá estar operacional no próximo ano e associa financiamento público e capital de risco a longo prazo – irá apoiar empresas europeias inovadoras no desenvolvimento “de tecnologias radicalmente novas no domínio das energias limpas e a assegurar a sua introdução no mercado”, refere um comunicado.

Metade do capital do fundo será assegurada pela Breakthrough Energy e a outra metade pelos instrumentos financeiros com partilha de riscos InnovFin, financiados pelo programa Horizonte 2020. Esta, é, portanto, uma parceria público-privada.

“Temos que reduzir as emissões, até chegarmos às emissões zero, e a resposta para isso é a inovação”, disse Bill Gates, após a assinatura do memorando de entendimento que lançou o BEE.

Adaptação da notícia publicada no Diário de Notícias a 17 de outubro de 2018

A União Europeia apoia a desnuclearização da Península da Coreia

A UE declarou hoje o seu apoio aos esforços de pacificação nas Coreias, que considerou um pilar essencial, não só para a paz regional como mundial.

Após o encontro da União Europeia com a Coreia do Sul, que sucedeu a cimeira dos 28 países asiáticos que integram a ASEM (Asian-European Meeting), o bloco europeu reforçou “procurar o progresso das relações inter-coreanas, a desnuclearização e o estabelecimento de um regime pacífico na Península Coreana, vital para a paz e a segurança não só no Nordeste Asiático, mas também a nível mundial”.

A União Europeia subscreveu ao apelo a que a Coreia do Norte desmantele o seu arsenal nuclear, bem como armas de destruição maciça, mísseis balísticos, etc.

Os 28 países presentes sublinharam ainda o apoio aos esforços diplomáticos feitos pela Coreia do Sul, para com a Coreia do Norte.

A Guerra da Coreia (1950-53) terminou com a assinatura de um armistício, que o líder da Coreia do Norte, KimJong-un pretende ver agora substituído por um tratado de paz.

Adaptação da notícia publicada na TSF a 19 de outubro de 2018