Todos os artigos de Media Lab DN

Baguete francesa poderá ser candidata a Património Imaterial da Humanidade

Decisão sobre apresentação de baguete como candidata será tomada em França até ao mês de março.

Foto: Thomas Coex/AFP

França vai decidir até março se apresenta a baguete como candidata nacional a Património Imaterial da Humanidade da UNESCO, uma escolha que, para o padeiro lusodescendente Anthony Teixeira, pode ser positiva para garantir a confeção tradicional deste pão.

Para o padeiro, esta designação terá um impacto positivo não só para a imagem da baguete mas também para a protecção dos padeiros tradicionais contra as grandes superfícies: “Temos de a proteger e talvez através dessa nomeação, nós, os padeiros, sejamos mais protegidos também contra as grandes superfícies que estragam o método de bem produzir a baguete”.

Na corrida à nomeação francesa para a inscrição na lista do Património Imaterial da UNESCO em 2022 estão também os telhados de zinco de Paris e o festival das vindimas de Arbois. A decisão cabe agora ao Ministério da Cultura francês .

Adaptação de notícia TSF publicada no site da Rádio TSF a 21 de fevereiro de 2021.

Liga Europa: Benfica empata com Arsenal e deixa segunda-mão em aberto

A partida jogou-se em Itália e os dois golos foram marcados em apenas dois minutos, por Pizzi e Saka.

Foto Alberto Pizzoli/AFP

Benfica e Arsenal jogaram no passado dia 18 de fevereiro a primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa. A partida decorreu em Roma, devido às restrições impostas pela pandemia e acabou empatada a uma bola. A grande novidade do plantel encarnado foi o brasileiro Lucas Veríssimo, contratado em janeiro ao Santos.

A segunda mão será jogada no dia 25 de fevereiro em Atenas, no Estádio do Olympiacos.

Adaptação de notícia TSF publicada no site da Rádio TSF a 18 de fevereiro de 2021

Porto vence Juventus por 2-1 nos oitavos de final e vai a Itália defender a vantagem

Jogo decorreu no Estádio do Dragão na semana passada e marcou o regresso à Liga dos Campeões. O Futebol Clube do Porto é a única equipa portuguesa em prova.

Foto Ivan Del Val/Global Imagens

No passado dia 17 de fevereiro, o Futebol Clube do Porto recebeu o Juventus de Cristino Ronaldo naquele que foi o regresso às competições da Liga dos Campeões. O clube português ficou em vantagem logo nos primeiro minuto da primeira parte da partida, com um golo de Taremi.

Aos dezanove segundos do segundo tempo foi a vez de Marega aumentar a vantagem dos Dragões. A oito minutos do final da partida, Chiesa marcou o primeiro e único golo da Juventus. A 2ª mão dos oitavos de final terá lugar no dia 9 de março.

Adaptação de notícia TSF publicada no site da Rádio TSF a 17 de fevereiro de 2021.

Atletismo: Lorene Bazolo garante presença nos Europeus de pista coberta nos 60 metros

A atleta do Sporting esteve em Tomar e cumpriu a prova em 7,35 segundos, baixando dos exigidos 7,40 para marcar presença nos Europeus de Torun, na Polónia.

Fotografia: Srdjan Suki/EPA

Lorene Bazolo, atleta do Sporting Clube de Portugal, brilhou no torneio de Preparação dos campeonatos de Portugal de Atletismo, em Tomar, qualificando-se no passado dia 20 de fevereiro para os Europeus de Torun, na Polónia, ao cumprir 7,35 segundos na prova de pista coberta, nos 60 metros.

No torneio participaram também Manuel Dias, do União de Tomar, que se destacou nas provas combinadas, com 2957 pontos no heptatlo, 24 pontos acima do seu recorde pessoal.

Adaptação de notícia O JOGO publicada no site do Jornal “O JOGO” a 20 de fevereiro de 2021.

Exposição “Culturas e Geografias” relembra conflito com a Alemanha

Para assinalar um ano da exposição “Culturas e Geografias”, a Universidade do Porto abre portas, nas manhãs do próximo fim de semana (5 e 6 de dezembro), a visitas guiadas gratuitas que permitirão conhecer as histórias associadas a quase 300 peças de arqueologia oferecidas pela Alemanha a Portugal, em troca de uma coleção que os portugueses tinham “aprisionado” na Primeira Guerra Mundial.

navio-roubado-portugal

Vasos de vísceras, usados no Antigo Egito, fazem parte da exposição. © José Eduardo Cunha / MHNC – UP

Esta exposição remonta a 1916, ano em que foram presos, aproximadamente, 70 navios da frota alemã ancorados no porto de Lisboa – este, até então, se afigurava como um porto neutral. A ação foi feita por pressão dos britânicos, que já estavam no grande confronto. O SS Cheruskia era uma das embarcações, e carregava 448 caixas com achados do famoso arqueólogo alemão Walter Andrae. Por conta deste apresamento a Alemanha declarou guerra a Portugal.

Mesmo depois de assinado o Tratado de Versalhes (1919) que pôs fim à Primeira Guerra Mundial, a Alemanha continuou a fazer pressão para obter os tesouros tomados por Portugal. Mas, só em 1925 o governo português assinou a devolução do conteúdo da embarcação e, em troca, recebeu peças originais e réplicas em gesso de antiguidades oriundas de cinco continentes. Dos 689 objetos catalogados, mais de 250 podem ser vistos pelo público nesta exposição. 

Adaptação da notícia de Rui Frias publicada no site Diário de Notícias a 4 de dezembro de 2020.

França acredita em acordo com Biden para taxar gigantes digitais

O ministro francês da Economia e Finanças, Bruno Le Maire, disse hoje em Lisboa acreditar que, até o verão 2021,  será possível chegar a um acordo com a nova administração norte-americana acerca da taxação das grandes empresas digitais. 

O ministro francês da Economia, Bruno Le Maire | © Tiago Petinga/EPA

Para Le Maire, “o desafio-chave é construir um novo sistema de taxação internacional que seria mais justo e eficiente para todos”.

O governante francês afirmou que tal esforço deve ser feito no quadro da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OECD), relembrando que “há apenas um Estado que ainda se opõe a este compromisso na OCDE”, precisamente os Estados Unidos.

Adaptação da notícia de Lusa publicada no site da Rádio TSF a 2 de dezembro de 2020.

Gestora da Zona Franca da Madeira surpreendida com avaliação da UE

A Comissão Europeia conclui, que o regime III da Zona Franca da Madeira (ZFM), que vigorou até 31 de dezembro de 2014, desrespeitou as regras de ajudas estatais. De acordo com a investigação, foram abrangidas empresas que não contribuíram para o desenvolvimento da região, pelo que Portugal deve recuperar agora todos as “ajudas indevidas, mais juros”. A Sociedade de Desenvolvimento da Madeira (SDM), gestora da Zona Franca, considera que o apontamento de irregularidades é “surpreendente” no “conteúdo e ‘timing'”.

A investigação da Comissão Europeia concluiu que a Zona Franca “não está em linha com as decisões de ajudas de Estado” de Bruxelas. | © Global Imagens (Arquivo)

A investigação foi lançada em 2018 e apurou que “a implementação do Regime III da Zona Franca da Madeira em Portugal não está em linha com as decisões de ajudas de Estado da Comissão”, sublinhando que “as reduções fiscais foram aplicadas a empresas que não representaram qualquer valor acrescentado para o desenvolvimento da região”.

A SDM reage indicando que decisão não identifica quais e quantas são as empresas que, eventualmente, não cumpriram com as regras estabelecidas para o desenvolvimento das suas atividades no âmbito do Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM), também designado Zona Franca.

À Lusa, fonte oficial do Ministério das Finanças disse que o Governo irá “analisar” a auditoria da Comissão Europeia à Zona Franca da Madeira e “partilhar essa análise com o Governo Regional”.

Adaptação da notícia de  Lusa publicada no site da Rádio TSF a 04 de dezembro de 2020.

Portugal segue em frente no Mundial de basquetebol

A seleção portuguesa de basquetebol praticamente garantiu este sábado um lugar na segunda fase de pré-qualificação para o Mundial de basquetebol de 2023, ao bater a Albânia por 88-70, em Matosinhos.

Equipa portuguesa venceu a Albânia por 18 pontos de diferença. | Foto: MANUEL FERNANDO ARAUJO/LUSA

Apesar da diferença no placar, o encontro foi duro para Portugal, que só o resolveu nos minutos finais. O jogo deveria ter acontecido em solo albanês, mas precisou de ser alterado devido à pandemia da Covid-19.

Portugal está no segundo lugar do Grupo A da primeira ronda de pré-qualificação, com sete pontos, contra oito da líder a Bielorrússia, cinco da Albânia e quatro do Chipre.

Adaptação da notícia de JN/Agências publicada no Jornal de Notícias a 28 de novembro de 2020.

Pescas, aquicultura e frotas são foco do Fundo Europeu

O Conselho da União Europeia (UE) e o Parlamento Europeu chegaram a um acordo provisório sobre a forma como os Estados-membros podem gastar o Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP) no período 2021-2027. A maior fatia, no valor de 5,3 mil milhões de euros, será aplicada na gestão da pesca, aquicultura e frotas, segundo o acordo preliminar alcançado em Bruxelas.

Valor será entregue aos países até 2027. | © MANUEL DE ALMEIDA / LUSA

No valor total de 6,1 mil milhões de euros, o FEAMP 2021-2027 será utilizado também para cobrir medidas como o aconselhamento científico, controlos e verificações, inteligência de mercado, vigilância marítima e segurança.

Os Estados-membros terão de gastar pelo menos 15% do dinheiro a receber no controlo e execução eficientes da pesca, incluindo a luta contra a pesca ilegal, não declarada e não regulamentada.

Adaptação da notícia de Lusa publicada no site da Rádio TSF a 04 de Dezembro de 2020

Lista de votação da equipa do ano da UEFA tem quatro portugueses

Os portugueses Anthony Lopes, Bruno Fernandes, Cristiano Ronaldo e João Félix integram a lista de 50 nomeados para a equipa do ano da UEFA, anunciou, esta terça-feira (01), o organismo que tutela o futebol europeu.

Diogo Jota, à esquerda, não acompanha Cristiano Ronaldo e Bruno Fernandes nos nomeados para a equipa do ano da UEFA.
Foto: JOSE SENA GOULAO/LUSA

Num ano em que foi campeão italiano pela Juventus, Cristiano Ronaldo está pela 17.ª vez entre os nomeados e tenta a 15.ª presença – 14.ª consecutiva – na equipa do ano.

O médio Bruno Fernandes, que se mudou em janeiro do Sporting para o Manchester United, repete a presença nos nomeados, depois de um ano em que se impôs como um indiscutível nos “red devils”.

O guarda-redes Anthony Lopes, do Lyon, e o avançado João Félix, do Atlético de Madrid, são dois dos 21 estreantes entre os nomeados.

O Bayern Munique, campeão europeu, é a equipa mais representada na lista, com 10 dos 50 nomeados, seguido de Liverpool e Paris Saint-Germain, com oito, com a Alemanha a ser o país com mais jogadores (oito).

Os onzes do ano da UEFA, tanto masculino como feminino, vão ser escolhidos por votação dos adeptos no site do organismo.

Adaptação da notícia de JN/Agências publicada no Jornal de Notícias a 01 de dezembro de 2020.